Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Como a maioria já deve ter percebido, o Tudo Por Nada anda meio parado nos últimos meses (mais para “nada” do que para “tudo”). Acontece que devido ao acirramento dos compromissos acadêmicos e profissionais de todos nós, postar regularmente no blog tornou-se uma tarefa complicada. Por ser um tema tão recheado de conteúdo, escrever vez ou outra acaba não produzindo o resultado inicial que pretendíamos com o TPN: divulgar a rica programação cultural gratuita de São Paulo.

Queremos esclarecer que o Tudo Por Nada continua como um projeto nosso, mas que terá de ser retomado apenas futuramente. Sem dúvida alguma, melhorado e com novidades. Enquanto isso, aproveitem os links que estão na barra lateral esquerda da página. Com eles é possível ter um panorama bacana do que rola de bom na cidade!! Claro, sem gastar nenhum tostão.

Abraços para todos que acompanham e acompanhavam o blog

Atenciosamente,
Equipe Tudo Por Nada

Todo tipo de arte, independentemente do estilo e da técnica que empregue, é parte de um único grande movimento: o criativo. Arte que é arte precisa sempre se renovar ou permitir que seu sentido renove-se com o passar do tempo – tarefa essa digna dos clássicos.

Obra de Henrique Oliveira

Apresentei tudo isso para falar da mostra Nova Arte Nova, em exibição até abril no Centro Cultural Banco do Brasil. Com curadoria de Paulo Venâncio Filho, A exposição apresenta um amplo panorama da arte contemporânea brasileira do século XXI. Reúne cerca de 80 obras, em sua maioria inéditas, de 63 jovens artistas, representando 15 estados brasileiros. Por meio de diversas expressões artísticas como pintura, vídeo, colagem, instalações, esculturas e desenhos, o visitante pode vislumbrar as associações, afinidades e oposições entre formas, técnicas e linguagens.

SERVIÇO:

Nova Arte Nova
Onde: R. Álvares Penteado, 112, tel: 3113-3651.
Quando De terça a domingo, das 10:00 às 20:00 horas. ATÉ 05/04.

Como alguns já devem ter reparado, o brasileiro às vezes tende a ver aquilo que é oriundo do seu país ou da região da América Latina como algo de menor valor em relação àquilo que vem dos chamados países do primeiro mundo (EUA, Japão ou os europeus, por exemplo).

Mujeres Com Guitarra, de Codelia Urueta Justamente por isso faço questão de divulgar a mostra Latitude: Mestres Latino-Americanos na Coleção FEMSA, exibida no Instituto Tomie Ohtake. Com curadoria de Rosa María Rodríguez Garza, o espaço reúne 41 obras de artistas latino-americanos que representam, por meio das diversas manifestações de artistas renomados, a pluralidade cultural da América Latina e Caribe. A Coleção FEMSA é composta por obras provenientes da Argentina, Brasil, Colômbia, Cuba, Chile, Equador, México, Nicarágua, Uruguai e Venezuela, de artistas vanguardistas do início do século XX, do pós-guerra e da década de oitenta do século passado.

A exposição revela a influência do cubismo nos pintores latino-americanos, o retrato
e a paisagem como testemunhos da identidade, o aporte estético da América como arte universal e a incorporação do surrealismo na plástica latino-americana.

SERVIÇO:

Latitude: Mestres Latino-Americanos na Coleção Femsa
Onde: Av. Brigadeiro Faria Lima, 201, Pinheiros, tel: 2245-1900.
Quando: De terça a domingo, das 11:00 às 20:00 horas. ATÉ 05/04.

Depois de curtir o carnaval, com muito sol, sombra e água fresca; que tal colocar em dia sua saúde intelecutual? Para você leitor fiel do Tudo Por Nada , que adora ir ao teatro e apreciar a dramaturgifrente a seus olhos, a dica é O II Festival Ibero-Americano de Teatro. O evento que acontecerá no Memorial da América Latina  nos dias 02  a 08 de março. É a segunda vez que ocorre o evento que  reunirá 13 companhias teatrais da América Latina, Portugal e Espanha.

Festival Ibero-Americano de 2008

Festival Ibero-Americano de 2008

O objetivo é promover um diálogo entre as diferenças e semelhanças dentro do contexto social e da cultura de cada país; entender sua história, sua língua; e proporcionar a troca de experiências com os grupos estrangeiros. A idéia é de mostrar que apesar de se encontrarem geograficamente distantes; a arte teatral aproxima pessoas de todas as idades; mais do que se posssa imaginar.

Além disso, serão exibidas peças nao convencionais,  na Praça Cívica ou o Anexo dos Congressistas. Será  uma grande maratona cênica nos espaços do complexo arquitetônico criado por Oscar Niemeyer.

O evento ainda contará com um teatro de “Cenas Curtas”, no foyer do Auditório.  Serão pequenas leituras cênicas, dramatização de segmentos de textos entre outros.

O espectador que tiver interesse em se aprofundar ainda mais nas artes cênicas e no mundo da dramaturgia, pode se inscrever gratuitamente na oficina teatral do dramaturgo Chico de Assis, que será realizada no sábado dia 07/03.

É importante ficar atento, pois são apenas 80 vagas disponíveis.

Obter mais informações e efetuar sua  inscrição.

Serviço:

II Festival Ibero-americano de Teatro
De 2 a 8 de março de 2009
Memorial da América Latina
Auditório Simon Bolívar e outros espaços
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda
Tel. (11) 3823-4600
Entrada franca

Javier Bardem com seu tubo de ar comprimido em "Onde os Fracos Não Têm Vez"

Javier Bardem com seu tubo de ar comprimido em "Onde os Fracos Não Têm Vez"

Que é nessa semana que vai passar no CINUSP, o filme “Onde os Fracos Não Têm Vez”, dos irmãos Coen.

O filme recebeu  críticas de tudo que é tipo, tanto positivas quanto negativas.

Mas pra mim, o que chama a atenção é o fato de mesmo sendo uma produção com tão poucas concessões comercias, tenha vencido o Oscar de melhor filme de 2007 e também de não utilizar trilha sonora nos momentos de suspense, causando assim até uma maior angústia nos telespectadores.

Além da bela atuação de Javier Bardem, que se você der conta que é o mesmo ator que interpreta o Juan Antonio, do filme Vicki Cristina Barcelona, você vai ficar extremamente admirado.

Javier Bardem em "Vicki Cristina Barcelona"

Javier Bardem em "Vicki Cristina Barcelona"

Confira e faça a sua própria análise do filme:

Segunda, dia 16 às 19hs
Terça, dia 17 às 16hs
 Quinta, dia 19 às 16hs

Rua do Anfiteatro,nº 181
Colméia – Favo 04
Cidade Universitária
GRÁTIS – retirar ingressos com 1 hora de antecedência
100 lugares
(11)3091-3540

Imagine-se na seguinte cena: uma noite calma, serena, aconchegante e muita boemia. Aposto que você deve estar pensando “qual será o bar recém-inagurado?” Mas, definitivamente,  isso não é um convite para algum barzinho ou botequim de esquina.

carros1

Pelo contrário. É um convite para vislumbrar ilustrações como de cantores de jazz e blues obscuros, mulheres bonitas, carros antigos em estradas desertas, cantos e esquinas  de São Paulo  com um toque de melancolia em seues traços de  caneta esferográfica, naquim, ecoline e materias que fogem do padrão, como água sanitária e vinho.

A idéia da exposição, como seu título mesmo já diz “Noturno” é fazer referência ao clima noir que o artista tenta transmitir em suas obras, além claro de serem desenhados sempre durante a madrugada.

A exposição contou com a banda Fábrica de Animais, da atriz e diretora Fernanda D’Umbra (do seriado “Mothern”, da GNT),  que fez  um pocket show durante a reabertura

Carlos Carah, o autor das obras e responsável pela exposiçao já fez capas de trabalhos do dramaturgo Mário Bortolotto, como “Atire no Dramaturgo”, e da revista “Coyote”. O evento abrange  um retrato do ator cult Paulo César Pereio.

Serviço:

Coletivo Galeria – Rua dos Pinheiros, 493, Pinheiros, região oeste, São Paulo, SP. Tel.: 0/xx/11/3596-3247. Até 20/2. Ter. a sex.: 15h às 20h. Sáb.: 12h às 19h.Livre.

 

cartaz do filme

cartaz do filme

Nessa terça-feira, dia 10 de fevereiro, será exibido às 20hs no Sesc Santana, o filme “Cazuza – O Tempo Não Para”.

Ouvi muitas críticas ruins sobre este filme, em especial falando que mitificaram a imagem de Cazuza e que é muito fácil agir de forma irresponsável e pregar uma vida louca, quando se tem um pai influente como ele tinha, divulgador da gravadora Odeon e depois presidente da Som Livre, para aliviar a barra e pagar as contas.

iniio da carreira solo

iníio da carreira solo

Eu sinceramente acho esses comentários ridículos, pois eu não quero ter como referência de vida a pessoa Agenor de Miranda Araújo Neto( nome verdadeiro de Cazuza) e sim gosto da música e admiro as letras compostas pelo artista Cazuza(expressão utilizada no Nordeste para chamar um moleque).

Cazuza nasceu  no Rio de Janeiro em 4 de abril de 1958 e morreu vítima de Aids em 7 de julho de 1990.

Porém suas músicas são cada vez mais cantadas por novas gerações que não o conheceram.

Então, compareça no Sesc Santana e faça parte deste show pro dia nascer feliz, além de ver a belíssima atuação de Daniel de Oliveira.

olha a semelhança entre os dois

olha a semelhança entre os dois

 

Sesc Santana
Av. Luiz Dumont Villares, nº 579 (perto do metrô Parada Inglesa)
(11)2971-8700
GRÁTIS