Se você, homem, sempre se perguntou por que as mulheres vão ao banheiro em grupo ou, no mínimo, acompanhadas de outra, aqui vai a resposta: medo! Não, não é porque nos banheiros femininos há máquinas de fliperama ou televisões de alta definição, mas, sim, puro medo!

Diz a lenda, que muito anos atrás uma garota, de nome desconhecido, estudava num colégio, de localização misteriosa, mas nunca ia às aulas. Ao invés disso, preferia ficar no banheiro da escola fumando, pichando a parede, enfim, matando tempo.

Um certo dia, continua a lenda, essa menina escorregou no chão do banheiro, bateu a cabeça e morreu ali mesmo. Desde então, ela passa o resto da eternidade assombrando aquelas que vão aos banheiro femininos sozinhas. Se você estiver se perguntando se essa garota, por sinal, é loira, então é porque você já a conhece.

A história da “Loira do Banheiro” é uma das lendas urbanas mais famosas que existem. Geralmente, e não por acaso, ouve-se nos primeiros anos de colégio. Essa e outras “histórias reais” podem ser conferidas, de uma maneira bem interessante e divertida, na peça “A Loira do Banheiro e Outras Lendas Urbanas“, da Cia Teatral Amigos do Almeida. Com direção de Carlos Rahal, a peça é recomendada para maiores de 14 anos.

As exibições ocorrem até o dia 30 de novembro e a entrada, claro, é de graça. Como o teatro possui apenas 80 lugares, é bom ligar antes para saber se ainda há vagas.

SERVIÇO:

“A Loira do Banheiro e Outras Lendas Urbanas”
Onde: Tendal da Lapa. R. Constança, 72, Água Branca, tel: 3862-1837.
Quando: Sábados Às 21:00 e domingos às 19:00.