O Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) abre seu calendário de exposições de 2009 com a mostra Atenção: Estratégias Para Perceber a Arte, sob curadoria de Cauê Alves. A mostra estabelece uma imersão poética nas implicações da arte como forma de mediação entre o homem e o mundo, em contraponto a uma visão cientificista, por meio de 52 obras de vários artistas e diversos suportes selecionadas no acervo do MAM.

Segundo o curador, a arte se contrapõe à ciência como forma de compreensão e captação do mundo por um viés subjetivo, sem a preocupação de se concentrar em dogmas ou verdades absolutas e, dessa forma, livre e inesgotável. Para traduzir essa idéia poeticamente, três núcleos temáticos abordam diferentes aspectos da questão.

MAM 

Em Origens, o que se investiga é a pluralidade da percepção com relação ao fazer artístico e o constante embate entre o cientificismo e a liberdade na arte. Já em Desdobramentos, artistas das vanguardas dos anos 60 em diante usam o gesto como
forma de atingir os sentidos. Principal ferramenta de percepção do homem, o Corpo é outra vertente da mostra, em seu papel de receptor dos estímulos propostos pela arte e de acesso à alma.

SERVIÇO:

Atenção: Estratégias Para Perceber a Arte
Onde: Parque do Ibirapuera, Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, Portão 3, tel: 5085-1300.
Quando: Todos os domingos. Das 10:00 às 18:00 horas. Até 23/03.

Você tem o costume de andar de Metrô? Se sim, é bem capaz de você já ter visto alguma exposição ou manifestação artística pelas estações. Desde os anos de 1970, o Metrô paulistano iniciou um movimento de divulgação da arte e da cultura como elas devem ser: gratuitas e acessíveis para todos. Soa-lhe familiar?

Por isso mesmo que o Tudo Por Nada não poderia deixar de divulgar os dois processos de divulgação artístico-cultural que o Metrô mantém. O primeiro é o projeto Arte no Metrô, em que 86 obras de arte (entre quadros, esculturas, instalações, murais, etc.) pertencentes ao acervo da instituição são exibidas em 31 estações.

Roteiro artistico do Metrô. Clique para ampliar.

Roteiro artístico do Metrô. Clique para ampliar.

Além dele, há o Programa Ação Cultural, em que artistas, desconhecidos ou não, podem divulgar seu trabalho em caráter temporário em algumas das estações do Metrô. Se você é artista e tem interesse em exibir suas obras, veja o regulamente do programa, clicando aqui.

Obra de José, Homem Justo

Obra de "José, Homem Justo"

Se você é apenas um apreciador da arte, não perca as dicas que o TPN guardou para você. Uma delas é Simplesmente José, Homem Justo, Homem Fiel, Pai de Jesus. A exposição traz imagens de “José, o Carpinteiro”, personagem bíblico de grande importância, por ter sido pai terreno de Jesus. Foi proclamado Padroeiro da Igreja Católica e dos Trabalhadores, especialmente dos carpinteiros e dos marceneiros.

Outra boa dica é Os Cientistas Em Quadrinhos. Série de quadrinhos assinada pelo cartunista João Garcia (Jão), que aborda temas científicos e seus reflexos cotidianos, com muito humor e criatividade.

Para ver a programação completa de outubro, clique aqui.

SERVIÇO:

Ação Cultural no Metrô
Onde: Diversas estações do Metrô
Quando: de 10/10 a 31/10, no horário de funcionamento das estações.

São Paulo é uma das cidades mais famosas do mundo. É cenário de três atuais novelas brasileiras. De uma série de TV por assinatura. É nome garantido em edições de todos os jornais nacionais, independentemente da região. É tema de incontáveis livros e, o mais importante, deste blog. Enfim, São Paulo está em todo lugar. São Paulo é onipresente.

São Paulo abriga todo mundo. Por isso, leva vocação para tudo. Se o assunto for restaurante, existem os de todo tipo: franceses, japoneses, vietnamitas, tailandeses, mineiros, árabes… Baladas? Há para todos os gostos: as mais calmas, as mais agitadas, as barulhentas, as românticas, as assustadoras. Em São Paulo existe tudo. São Paulo é onipotente.

São Paulo é o centro do mundo. Do meu mundo, pelo menos. Mas de outros também. É o centro financeiro brasileiro, centro cultural, centro econômico, centro gastronômico, centro artístico, centro industrial… Por São Paulo passa tudo. São Paulo é onisciente.

Uma boa idéia da cidade!
Uma boa idéia da cidade!

São Paulo é onipresente, onipotente e onisciente! Mas São Paulo não é Deus. São Paulo é simplesmente ela. Um lugar em que ocorre de tudo, em todos os momentos, em todos os lugares, para todos os tipos de gente. São Paulo é universal! São Paulo é bem legal!

Toda essa enrolação tem um motivo: somente um texto superlativo assim para explicar uma das sacadas mais bacanas do governo da cidade nos últimos tempos: as bibliotecas temáticas. Em 2006, o Sistema Municipal de Bibliotecas pôs em prática o projeto Bibliotecas Temáticas de São Paulo. O objetivo é criar ações específicas de acordo com o tema de cada uma delas. Cada local foi escolhido levando-se em conta a história e a vocação de cada unidade. A Biblioteca Cassiano Ribeiro, localizada no bairro de Pinheiros, foi escolhida para sediar o tema “música”, já que no bairro localizam-se diversos cursos musicais, lojas de instrumentos e locais de descontração.

Cada unidade mantém, também, livros que não dizem respeito ao tema proposto, para que o lugar não seja frequentado apenas por um público específico, mas seja, de fato, uma biblioteca aberta a toda a comunidade que precise consultá-la. Ainda, eventos gratuitos relacionados com a temática da unidade acontecem frequentemente nos locais. Para ver a programação de cada uma das bibliotecas, entre aqui.

Veja abaixo a lista de bibliotecas temáticas:

Biblioteca Alceu Amoroso Lima Poesia
Biblioteca Belmonte
Cultura Popular
Biblioteca Cassiano Ricardo
Música
Biblioteca Hans Christian Andersen
Contos de Fadas
Biblioteca Mário SchenbergCiências

Biblioteca Raul BoppMeio Ambiente
Biblioteca Roberto SantosCinema
Biblioteca Viriato CorrêaLiteratura Fantástica