A menos que você compartilhe do mesmo código genético de Poliana, existem diversas coisas no mundo que lhe incomodam. Desde aquele tio fofoqueiro, o chefe rabugento, a vizinhas que se faz de difícil até grandes questões que entravam o pleno desenvolvimento humano, como a fome no mundo, a degradação ambiental, as guerras frequentes e por aí vai.

Resumindo, há diversas “pragas” que afligem a raça humana, tal como já ocorrera nos relatos bíblicos. Pois é justamente essa a inspiração de Mundus Admirabilis e Outras Pragas, composta por trabalhos da artista plástica gaúcha Regina Silveira, em exposição na Galeria Brito Cimino. São 13 obras entre adesivos, instalações, objetos de madeira, tapeçaria, porcelana e alguns recursos multimídia, que se utilizam de animais daninhos para atualizar visualmente as antigas pragas bíblicas. A artista propõe uma reflexão sobre o tema através de trabalhos que podem ser vistos como metáforas não-lineares das pragas, muito mais danosas dos dias atuais.

O exercício reflexivo da artista foi o de tentar entender os significados originariamente agrários das pragas bíblicas e deslocá-los para o patamar maior dos males globais que hoje nos afligem. No lugar de gafanhotos, granizo, peste, são sugeridas idéias sobre a contaminação do cotidiano, a violência, a deterioração ambiental, a corrupção, o fanatismo e congêneres.

SERVIÇO:

Mundus Admirabilis e Outras Pragas
Onde: R. Gomes de Carvalho, 842, Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04547-003
Telefone: 3842-0635.
Quando: de terça a sexta-feira, das 10:00 às 19:00. Sábados, das 11:00 às 17:00. Até 13/12.

Já faz tempo que o Tudo Por Nada não comenta sobre algum dos três grandes eventos gratuitos que rolam na cidade de São Paulo: Este Mundo É Meu! E As Sete Sementes…, Festival CCJ Independente e Antídoto. Mas isso não quer dizer que eles já terminaram – muito pelo contrário. Os dois primeiros vão até o dia 31 e o Antídoto até a próxima quinta-feira, dia 23. Dessa vez eu vou falar sobre algumas boas dicas o do Este Mundo e do Antídoto. Sobre o CCJ Independente eu irei falar nos próximos dias. Não perca!

ESTE MUNDO É MEU!

Viva ao verde

O que significam as árvores para as populações urbanas? Como é visto o verde em ambientes urbanos e industrializados? Como os indivíduos e o coletivo das cidades interagem com o ecossistema urbano? Racionalidade, espiritualidade e sensibilização das comunidades urbanas e rurais serão discutidas no Fórum de Reflexões – Áreas Verdes, Comunidades e Conservação. Dia 21/10, das 19:30 às 22:00 no Centro Cultural São Paulo.

A Educação Ambiental têm se colocado como um importante instrumento para a compreensão e a conscientização sobre questões ambientais, no exercício da cidadania e na busca de transformação da realidade socioambiental. O debate do Fórum de Reflexões – Comunicação e Participação Ambiental explicitará princípios e práticas da Educação Ambiental em ambientes diversos como Escolas, Comunidades e Meios de Comunicação, na busca da melhoria da qualidade de vida. Dia 21/10, das 19:30 às 22:00 no Centro Cultural São Paulo.

+ DE ESTE MUNDO

ANTÍDOTO

Viva ao mundo

No dia 21/10, das 17:00 ás 19:00, acontece no Itaú Cultural o debate Facções e Fronteiras Invisíveis. Apesar do tom pejorativo que costuma acompanhar o termo, facção é simplesmente um conjunto de pessoas que pensam e agem de maneira diferente da maioria. Esta mesa discute as relações entre as facções e as fronteiras invisíveis da sociedade, como o preconceito e a intolerância.

Já no debate Produções Culturais, os palestrantes falarão das experiências, dos conceitos, dos problemas e das vitórias envolvidos no desenvolvimento de projetos culturais em países africanos como Burundi, Burkina Faso, República Democrática do Congo e Ruanda. Dia 22/10, das 17:00 às 19:00, no Itaú Cultural.

SERVIÇO:

Itaú Cultural
Av. Paulista, 149, tel: 2168-1777.

Centro Cultural São Paulo
R. Vergueiro, 1000, Paraíso, tel: 3383-3402.

Cena do filme

Você quer o fim da pobreza e da desigualdade?

Então, chegou a sua vez de contribuir.

Junte-se a milhões de pessoas na maior mobilização de todos os tempos e faça com que os governos em todo o mundo ouçam as reivindicações e principalmente ajam para solucionar esse problema.

Esta mobilização global ocorrerá entre os dias 17 e 19 de outubro.

E você pode já começar a agir amanhã, dia 17 às 20h10 no Centro Cultural São Paulo, conhecendo as verdadeiras causas da pobreza no filme “O Fim da Pobreza?” que será exibido simultaneamente em vários países de todos os continentes.

Local: Rua Vergueiro, nº 1000 – pertinho do metrô Vergueiro
Sala Lima Barreto (110 lugares)
(11)3383-3402
ENTRADA FRANCA – retirar ingresso com 1h de antecedência

Você deve se lembrar que eu já falei da FESPSP aqui no blog, não? Como a programação das oficinas está sempre mudando, achei de bom grado comentar sobre elas de novo. Não que eu esteja sem assunto para postar aqui no blog, muito pelo contrário, mas para aqueles que têm preguiça de investigar o arquivo de entradas do Tudo Por Nada, aí vão algumas belas sugestões.

Carreira Acadêmica: Como se desenvolve uma carreira acadêmica e o que se pode pretender por meio dela? Nesta oficina o participante poderá entender melhor como uma carreira acadêmica transcorre nos mais diversos ramos de atuação, como docência, pesquisa e diversos níveis de titulação e atuação profissional. Com o mercado de trabalho, em algumas áreas, cada vez mais saturado, a Academia pode ser uma excelente alternativa para os recém-graduados.

  • Dia 16/10, das 14:00 às 17:00.

Argumentação – Organizando Idéias: Quantas vezes você já disse ou ouviu dizer: “Eu tenho idéias, mas não consigo colocá-las no papel”? Nesta oficina, os participantes entenderão os motivos dessa dificuldade tão corriqueira e terão possibilidade de resolvê-las sem muito esforço. Oficina ministrada por Márcia Arouca. doutora em Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem e integrante do Grupo Acadêmico Pedagógico da FESPSP.

  • Dia 18/10, das 14:00 às 17:00.

Brasil, Rússia, China e Índia: O BRIC (Brasil, Rússia, China e Índia) é formado por nações apontadas por diversas instituições financeiras como países emergentes que poderão, em um futuro próximo, alterar os rumos da economia global. Entretanto, o grande crescimento é acompanhado por contradições profundas. Na oficina, a docente procurará discutir os desafios enfrentados por esses países no caminho para o desenvolvimento.

  • Dia 25/10, das 14:00 às 17:00.
Até 2040, cerca de 50% do PIB mundial estará nas mãos desses paises

Em 40 anos, países do BRIC podem deter mais de 50% do PIB mundial

Interpretando o Brasil: A partir de uma análise ampla da sociedade brasileira podemos conhecer um pouco mais sobre a formação e desenvolvimento de nossa história. Com uma abordagem interdisciplinar a oficina proporcionará aos participantes a oportunidade de refletir e conhecer um pouco mais sobre os problemas que marcam a história brasileira.

  • Dia 30/10, das 14:00 às 17:00.

Para se inscrever, clique aqui.
Para ver a programação completa, clique aqui.

SERVIÇO:

Oficinas FESPSP
Onde: R. General Jardim, 522, Vl. Buarque (próximo ao metrô República), tel: 3123-7800.
Quando: Ao longo do mês de outubro. Em diversos horários.

Mas que santo

Embate político-religioso dá o tom da peça

Como eu já disse em mais de uma oportunidade aqui no blog, o que faz de William Shakespeare ser tido como gênio é o fato de que várias de suas obras são clássicos da dramaturgia e da literatura mundial. Justamente por isso são atemporais e podem ser reproduzidas continuamente ao longo do tempo, sob os mais diferentes enredos.

A peça de hoje, O Santo Milagroso, é, de certa forma, uma versão interiorana do clássico Romeu e Julieta. Além disso, carrega uma boa história de moral, que ensina a respeitar as diferenças. Em uma cidade do interior, acontece um conflito entre religiões, exploração da fé e manobra política. O afilhado de um padre católico e a filha de um pastor evangélico, apaixonados entre si, vêem a trajetória de confusões causada pela divisão das duas família, numa época em que era forte a intolerância religiosa.

O espetáculo será apresentado na próxima terça-feira, dia 14, às 20:00, no Teatro Arthur Azevedo.

SERVIÇO:

O Santo Milagroso
Onde: Av. Paes de Barros, 955, Mooca, tel: 2605-8007.
Quando: Dia 14/10, às 20:00. Duração de 90 minutos. 10 anos.

Desde pequeno somos condicionados a tudo. Se somos meninos, gostamos de azul. Meninas gostam de rosa. Aprendemos que há um roteiro a ser seguido: estudar, trabalhar, casar e constituir família. Emprego bom é aquele de carteira assinada. Nunca fique parado; o ócio é pecaminoso. Sempre busque o melhor, que quase sempre é o mais caro. No mundo em que vivemos, os melhores perfumes estão nos mais extravagantes frascos. Status é o que há!

Toda essa lógica burguesa que permeia nosso cotidiano – e nos impões cada vez mais pressões – é tratada com bastante ironia e humor na peça Homem Cavalo & Sociedade Anônima, um espetáculo de rua promovido pela Cia. Estável. Segundo os próprios criadores, a peça é “um cruzamento de situações sobre trabalho, moradia e consumo, costurado pela fábula de um homem animalizado e explorado em seus esforços por sobrevivência, como metáfora das impossibilidades, ilusões e contradições estampadas em nosso cotidiano”.

Homem Cavalo surgiu após dois anos de pesquisa que o elenco fez em casas de apoio a moradores de rua. Por situar-se em ambiente aberto, nos dias de chuva não ocorrerão exibições. Os ingressos são trocados por um quilo de alimento não perecível, a ser doado para a caridade.

SERVIÇO:

Homem Cavalo & Sociedade Anônima
Onde: R. Dr. Almeida Lima, 900, Brás, tel: 8708-9563 (50 lugares).
Quando: Sábados e domingos, às 19:00. Até 30/11. 14 anos.

Calma, o Tudo Por Nada não está fazendo merchandising da famosa rede de hiper-mercados do Grupo Pão de Açúcar. A urgência do título explica-se pelo seguinte: você tem apenas mais duas oportunidades de assistir à excelentíssima peça A Voz do Provocador, idealizada e encenada pelo ator Antônio Abujamra, em cartaz no Teatro Cosipa. O espetáculo é inspirado em seu programa da TV Cultura, “Provocações”, em que ele recebe semanalmente convidados para uma entrevista.

Reflexão de alto nivel

Reflexão de alto nível

Em “A Voz”, ele contracena com diversas projeções feitas no fundo do palco, inclusive com a sua própria. Temas dos mais diversos são tratados pelo provocador, como, por exemplo, a ditadura e o mundo pós-moderno. Quase tudo é tirado de improviso e reflete a visão de mundo de Abujamra. Todavia, o objetivo do ator não é apresentar conclusões pessoais sobre os temas abordados, mas, sim!, incitar o público à reflexão. Com diversas frases de efeito – mas não inócuas -, Abujamra consegue impor sua proposta original. Muito bom para quem busca um pouco mais do que puro entretenimento.

Abujamra carrega em suas costas diversos prêmios teatrais e televisivos. Sem contar outros tantos sucessos de público e de crítica. Para fechar com chave de outro, ao final do espetáculo uma sessão de perguntas é aberta ao público para que o debate se instale de uma vez por todas. Como diz o próprio Abujamra: “o teatro é a arte da democracia“. Não perca!

SERVIÇO:

A Voz do Provocador
Onde: Av. do Café, 277, Vila Guarani, tel: 5070-7018.
Quando: Dias 23/09 e 30/09 às 19:30.